Skip to Content

Secretaria “emperra” e indígenas enfrentam falta de médicos e higiene

  • user warning: Table 'ranp3.scheduler' doesn't exist query: SELECT * FROM scheduler WHERE nid = 10140 in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/scheduler/scheduler.module on line 497.
  • warning: Parameter 2 to genericplayers_swftools_flashvars() expected to be a reference, value given in /data_cpro6462/ranp/public_html/includes/module.inc on line 476.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.

Está faltando algum conteúdo do Flash que deveria aparecer aqui. Talvez seu navegador não possa exibi-lo. Instale a última versão do Flash em seu computador, ou atualize sua versão.

(1’21” / 318 Kb) - A situação de abandono em que vivem os indígenas atendidos pelo serviço de saúde do Pólo Base de Marabá (PA) deverá ser regularizada num prazo de 15 dias. A recomendação foi feita pelo Ministério Público (MPF), após constatar a falta de médicos, equipamentos e condições mínimas de higiene.

Na Casa de Saúde Indígena (Casai), segundo relato dos usuários, “há fezes humanas no chão, o lixo está espalhado nas áreas de circulação e os próprios pacientes fazem a limpeza do local”.

O MPF solicitou à Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e demais órgãos envolvidos a contratação de profissionais suficientes para dar conta da demanda. Entre as exigências, está a garantia de plantão médico para eventuais emergências.

Outras medidas estão relacionadas à ampliação e manutenção da frota de veículos necessários ao transporte adequado dos pacientes. As autoridades ainda deverão rever os procedimentos para a liberação de diárias aos servidores que se deslocam até as comunidades.

A Funasa não é mais gestora da saúde dos indígenas desde agosto de 2010. Enquanto a recém-criada Secretaria Especial de Saúde Indígena não estiver em funcionamento, pelo menos 400 mil pessoas continuarão dependendo da antiga estrutura.

De São Paulo, da Radioagência NP, Jorge Américo.

08/09/11