Skip to Content

Quatro trabalhadores sem-terra são executados em dois dias

  • user warning: Table 'ranp3.scheduler' doesn't exist query: SELECT * FROM scheduler WHERE nid = 10690 in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/scheduler/scheduler.module on line 497.
  • warning: Parameter 2 to genericplayers_swftools_flashvars() expected to be a reference, value given in /data_cpro6462/ranp/public_html/includes/module.inc on line 476.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.

De acordo com o integrante da coordenação nacional do MST em Pernambuco, Jaime Amorim, nos últimos anos a violência contra trabalhadores rurais está se intensificando. Para ele, o fato ocorre porque o governo trata com descaso a reforma agrária.

Está faltando algum conteúdo do Flash que deveria aparecer aqui. Talvez seu navegador não possa exibi-lo. Instale a última versão do Flash em seu computador, ou atualize sua versão.

(1’48” / 425 Kb) - Em menos de dois dias, quatro trabalhadores rurais sem-terra foram brutalmente assassinados no Brasil. Em todos os casos há indícios de execução. Os crimes aconteceram nos estados de Pernambuco e Minas Gerais.

Na sexta-feira (23), no estado nordestino, o trabalhador Antônio Tiningo foi vítima uma emboscada quando se dirigia para o acampamento da fazenda Açucena, no município de Jataúba. Tigingo era uma das lideranças do MST da região.  Ele coordenava o acampamento que já estava ocupado há três anos.

De acordo com o integrante da coordenação nacional do MST em Pernambuco, Jaime Amorim, nos últimos anos a violência contra trabalhadores rurais está se intensificando. Para ele, o fato ocorre porque o governo trata com descaso a reforma agrária.

“Essa área onde o trabalhador foi assassinado, o próprio proprietário já havia oferecido para o Incra comprar, para desapropriar. Porém, o Incra não desapropriou. Além dessa questão casta do latifúndio, nós temos um estado que opera contra a reforma agrária. Portanto, temos um Incra todo desestruturado, e tudo isso vai gerando outra violência, que é a violência pela inoperância do governo. 

Já no estado mineiro três trabalhadores foram executados no sábado (24). O grupo, formado por dois homens e uma mulher, foi encontrado morto na rodovia estadual MGC-455, em Miraporanga, distrito de Uberlândia.  Uma criança de cinco anos – neta do casal – estava no carro, presenciou o crime e passou informações para a Polícia.

Eles faziam parte do Movimento de Libertação dos Sem Terra (MLST).  A Ouvidoria Nacional dos Direitos Humanos e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) já classificaram os crimes como "execução". O ouvidor nacional dos Direitos Humanos, Bruno Teixeira, informou que vai acompanhar as apurações em Minas Gerais.

De São Paulo, da Radioagência NP, Danilo Augusto.

26/03/12