Skip to Content

Em dez anos, 174 mil pessoas foram mortas na Guerra no Iraque

  • warning: Parameter 2 to genericplayers_swftools_flashvars() expected to be a reference, value given in /data_cpro6462/ranp/public_html/includes/module.inc on line 476.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.

Levantamento registra mortes violentas de civis resultantes da intervenção militar no país. Sob a liderança dos Estados Unidos, o Iraque foi invadido por forças estrangeiras em março de 2003.

Está faltando algum conteúdo do Flash que deveria aparecer aqui. Talvez seu navegador não possa exibi-lo. Instale a última versão do Flash em seu computador, ou atualize sua versão.

(1’25” / 333 Kb) - Ao longo dos últimos dez anos, a Guerra no Iraque já registra pelo menos 174 mil mortes. Do total de vítimas, o número de civis pode ter chegado a 122 mil.

As informações fazem parte de um levantamento feito pelo Body Count, grupo formado por voluntários do Reino Unido e dos Estados Unidos, que registra mortes violentas de civis resultantes da intervenção militar no país.

Na elaboração da base de dados são incluídas mortes causadas por forças de coalizão e ataques paramilitares ou criminosos. O levantamento é feito a partir de relatórios de verificação cruzada, que são complementados por dados obtidos em hospitais, necrotérios, organizações não governamentais e fontes oficiais.

Sob a liderança dos Estados Unidos, em 20 de março de 2003 o Iraque foi invadido por forças estrangeiras. O governo estadunidense justificava a ação pela existência de arsenais químicos e nucleares na região, o que posteriormente não foi comprovado.

Além disso, a invasão do país é associada à captura do então presidente iraquiano Saddam Hussein, considerado inimigo dos EUA. Hussein morreu executado por enforcamento em 2006 em cumprimento a sentença determinada pela Justiça iraquiana.          

De São Paulo, da Radioagência NP, Daniele Silveira.

18/03/13