Skip to Content

Juíza determina reintegração e beneficia assassino confesso de indígena

  • user warning: Table 'ranp3.scheduler' doesn't exist query: SELECT * FROM scheduler WHERE nid = 11557 in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/scheduler/scheduler.module on line 497.
  • warning: Parameter 2 to genericplayers_swftools_flashvars() expected to be a reference, value given in /data_cpro6462/ranp/public_html/includes/module.inc on line 476.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.

O Guarani Kaiowá, de 15 anos, morador de uma aldeia localizada em Caarapó (MS), foi encontrado morto no dia 17 de fevereiro. A propriedade, hoje arrendada para a criação de gado e monocultivo de soja.

Está faltando algum conteúdo do Flash que deveria aparecer aqui. Talvez seu navegador não possa exibi-lo. Instale a última versão do Flash em seu computador, ou atualize sua versão.

(1’23” / 328 Kb) - A Justiça Federal concedeu liminar de reintegração de posse para o fazendeiro Orlandino Carneiro Gonçalves, autor confesso do assassinato do adolescente indígena Denílson Barbosa. O Guarani Kaiowá, de 15 anos, morador de uma aldeia localizada em Caarapó (MS), foi encontrado morto no dia 17 de fevereiro.

Desde o assassinato de Denílson, cerca de 500 indígenas ocuparam a fazenda onde teria acontecido o crime e enterraram o corpo do jovem no local. A propriedade, hoje arrendada para a criação de gado e monocultivo de soja, é reivindicada como território tradicional indígena.

Com a determinação da Justiça, os indígenas têm dez dias para deixar a área. Em caso de desobediência, a decisão estabelece multa diária de R$ 10 mil a ser paga pela comunidade e R$ 100 mil pela Fundação Nacional do Índio (Funai).

A juíza da 1ª Vara Federal de Dourados, Raquel Domingues do Amaral, também exige que a Funai "proceda à exumação e traslado do corpo do jovem indígena sepultado na fazenda".

Os índios já declararam que não vão deixar o local e só saem de lá mortos. Uma das lideranças informou que “hoje tem 500 pessoas e uns 80 barracos e vai vir mais gente pra ajudar a resistir”.

De São Paulo, da Radioagência NP, Daniele Silveira.

15/04/13

Comentários

This blog is a first class

This blog is a first class work, It is indeed a classic work of art.free tour stockholm

After perusing this blog, I

After perusing this blog, I can state that another incredible author really taking shape as of now.mercedes s550 car covers