Skip to Content

Desemprego deve continuar a crescer nos países desenvolvidos

  • warning: Parameter 2 to genericplayers_swftools_flashvars() expected to be a reference, value given in /data_cpro6462/ranp/public_html/includes/module.inc on line 476.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.

Relatório da OIT indica que o nível de emprego nesses países só deve retornar aos níveis pré-crise após 2017. Documento ainda aponta o crescimento particularmente alto da classe média no Brasil.

Está faltando algum conteúdo do Flash que deveria aparecer aqui. Talvez seu navegador não possa exibi-lo. Instale a última versão do Flash em seu computador, ou atualize sua versão.

desempregados-foto-agencia-lusa(1’36” / 376 Kb) - O número de desempregados no mundo deve continuar a crescer. De acordo com o relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT), divulgado nesta segunda-feira (03), o patamar de emprego nos países emergentes e em desenvolvimento deve retornar aos níveis pré-crise em 2015.

Na análise das economias avançadas, as estimativas da OIT apontam que esse nível somente deve ser recuperado após 2017. Estima-se que o número de desempregados deve chegar a 214 milhões em 2018.

Entre os países analisados, 30% já têm índices de trabalhadores empregados superiores aos registrados em 2007. Para 37% deles, houve melhora, mas insuficientes. Nos outros, o equivalente a 33%, as taxas de emprego continuam em queda.

O relatório ainda aponta o crescimento particularmente alto da classe média no Brasil. Entre as economias da América Latina que estão no grupo de rendimento médio superior, o país registrou queda considerável nos níveis de pobreza.

A implementação de políticas de trabalho e social, como o aumento do salário mínimo nacional e o Bolsa Família são as duas medidas apontadas como explicação para a redução da pobreza.

A quebra do banco de investimento norte-americano Lehman Brothers, em setembro de 2008, é apontada como o marco da crise financeira internacional.

De São Paulo, da Radioagência NP, Daniele Silveira.

03/06/13

Foto: Agência Lusa