Skip to Content

Manifestantes turcos se recusam a suspender protestos contra o governo

  • warning: Parameter 2 to genericplayers_swftools_flashvars() expected to be a reference, value given in /data_cpro6462/ranp/public_html/includes/module.inc on line 476.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.

O primeiro-ministro turco disse que se a mobilização não fosse suspensa, eles “pagariam o preço”. Os atos contra seu governo e outras pautas ocorrem nas principais cidades do país.

Está faltando algum conteúdo do Flash que deveria aparecer aqui. Talvez seu navegador não possa exibi-lo. Instale a última versão do Flash em seu computador, ou atualize sua versão.

turquia(1’08” / 267 Kb) - Os manifestantes que há mais de uma semana promovem protestos contra o governo da Turquia se recusaram, na última segunda-feira (10), a suspender as mobilizações. A decisão foi tomada após o aviso do primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, de que eles “pagariam o preço” pelos atos que ocorrem nas principais cidades do país.

A mobilização quer o fim do governo Erdogan e é contra a reforma da Praça Taksim Gezi, em Istambul, para a construção de um shopping. Os manifestantes, muitos acampados em barracas, agora controlam uma grande parte ao redor da praça. Nas vias de acesso há barricadas de tijolos, pedras e barras de aço.

A Praça Taksim, em Istambul, virou palco de confrontos que começaram no último dia 31 e sofrem intensa repressão policial. Pelo menos três pessoas morreram e 4 mil ficaram feridas.

A partir de Istambul, o conflito se estendeu a outras cidades do país. Na noite de sábado (8), os policiais tentaram desmobilizar os manifestantes, em Ancara, capital turca, usando gás lacrimogêneo e bombas de água.

De São Paulo, da Radioagência NP, com informações do Brasil de Fato, Vivian Fernandes.

11/06/13

Foto: Reprodução/occupygezipics.tumblr.com