Skip to Content

Presidente boliviano diz que proibição de voo na Europa responde a "política imperialista"

  • warning: Parameter 2 to genericplayers_swftools_flashvars() expected to be a reference, value given in /data_cpro6462/ranp/public_html/includes/module.inc on line 476.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.

Portugal, França e Itália fecharam seus espaços aéreos ao avião de Evo Morales, que retornava da Rússia. Presidente boliviano ressaltou que "não nos deixaremos ser intimidados, esse é o tempo dos povos".

Está faltando algum conteúdo do Flash que deveria aparecer aqui. Talvez seu navegador não possa exibi-lo. Instale a última versão do Flash em seu computador, ou atualize sua versão.

evo(1’30” / 353 Kb) - Após Portugal, França e Itália terem fechado seus espaços aéreos, o avião do presidente da Bolívia, Evo Morales, deixou a Áustria, onde foi obrigado a fazer uma escala de 13 horas. Evo Morales afirmou nesta quarta-feira (03) que a proibição de voo em terras europeias responde a uma "política imperialista que busca amedrontar e ameaçar a todos os países e governos que pensam diferente e não se rendem a interesses hegemônicos".

Morales negou “qualquer conduta irregular” da aeronave presidencial, que vinha da Rússia, em viagem oficial, e foi desviada para a Áustria. Ele declarou: "não sou um criminoso” e "não vão nos assustar. Somos um país pequeno, mas com dignidade”.

O governo boliviano afirma que o pedido de fechamento do espaço aéreo europeu veio por parte do governo dos Estados Unidos, devido a suspeitas de que o ex-agente norte-americano Edward Snowden estava a bordo.

Snowden é acusado de espionagem pelos Estados Unidos e está em um aeroporto da Rússia esperando a concessão de asilo político. O ex-agente denunciou que os norte-americanos monitoravam e-mails e ligações telefônicas de cidadãos dentro e fora do país. A Bolívia é um dos 21 países aos quais Snowden pediu asilo político.

Diversos líderes sul-americanos declararam repúdio ao ocorrido com o presidente boliviano e sugeriram convocar uma reunião de emergência da Unasul, que engloba 12 países, inclusive o Brasil.

De São Paulo, da Radioagência NP, com informações do Opera Mundi, Vivian Fernandes.

03/07/13

Foto: Reprodução