Skip to Content

Governo brasileiro monta grupo interministerial e cobra EUA por espionagem eletrônica

  • warning: Parameter 2 to genericplayers_swftools_flashvars() expected to be a reference, value given in /data_cpro6462/ranp/public_html/includes/module.inc on line 476.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.

As comunicações do Brasil estavam entre os focos prioritários de monitoramento pela agência norte-americana. Um grupo técnico interministerial foi montado para analisar técnica e juridicamente a questão.

Está faltando algum conteúdo do Flash que deveria aparecer aqui. Talvez seu navegador não possa exibi-lo. Instale a última versão do Flash em seu computador, ou atualize sua versão.

snowden(1’28” / 346 Kb) - O escândalo de espionagem da Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos atingiu também o Brasil. As informações de que empresas e cidadãos brasileiros foram alvos do sistema de vigilância norte-americano foram divulgadas pela imprensa no último domingo (7). Na segunda-feira (8), a presidenta Dilma Rousseff declarou que não aceita “interferências dessa ordem no Brasil e em qualquer outro país”.

Segundo reportagem d’O Globo, as comunicações do Brasil estavam entre os focos prioritários de monitoramento pela agência norte-americana.

Após pedir explicações aos Estados Unidos, o governo brasileiro formou na terça-feira (9) um grupo técnico interministerial para analisar técnica e juridicamente a questão. Participam do grupo os ministérios da Justiça; da Defesa; das Relações Exteriores; da Ciência, Tecnologia e Inovação; e o Gabinete de Segurança Institucional.

O sistema secreto de vigilância eletrônica Prism era utilizado para monitorar as comunicações eletrônicas e telefônicas de pessoas e organizações dentro e fora dos Estados Unidos. Essa política de monitoramento foi revelada pelo ex-técnico em segurança digital da CIA (agência de inteligência norte-americana), Edward Snowden.

Atualmente, Snowden é perseguido pelo governo estadunidense e encontra-se na área de trânsito do aeroporto de Moscou, na Rússia. O ex-agente pediu asilo político a 21 nações. Bolívia, Venezuela e Nicarágua já se ofereceram para recebê-lo.

De São Paulo, da Radioagência NP, Vivian Fernandes.

10/07/13

*Com informações da Agência Brasil

Foto: Wikimedia / Commons