Skip to Content

Pautas trabalhistas e atos “Fora Globo” marcam Dia Nacional de Lutas

  • user warning: Table 'ranp3.scheduler' doesn't exist query: SELECT * FROM scheduler WHERE nid = 11765 in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/scheduler/scheduler.module on line 497.
  • warning: Parameter 2 to genericplayers_swftools_flashvars() expected to be a reference, value given in /data_cpro6462/ranp/public_html/includes/module.inc on line 476.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.

As nove centrais sindicais, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e movimentos de juventude realizaram ações nas 26 capitais, no Distrito Federal e em diversas cidades do interior.

Está faltando algum conteúdo do Flash que deveria aparecer aqui. Talvez seu navegador não possa exibi-lo. Instale a última versão do Flash em seu computador, ou atualize sua versão.

atodemocom(1’53” / 442 Kb) - As Centrais Sindicais e os movimentos sociais foram às ruas na última quinta-feira (11) em manifestações do Dia Nacional de Lutas. As nove centrais sindicais, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e movimentos de juventude realizaram ações nas 26 capitais, no Distrito Federal e em diversas cidades do interior.

No ato em São Paulo, cerca de 10 mil pessoas se reuniram na Avenida Paulista. As pautas defendidas vão desde a redução da jornada de trabalho sem diminuir salários, até a reforma agrária.

O coordenador nacional do MST, Gilmar Mauro, defendeu na manifestação que os trabalhadores saem às ruas para exigir seus direitos e não vão recuar nas conquistas.

“As ruas, nos últimos dias, mostraram a todos os governos que não se pode desmobilizar a classe trabalhadora. (...) Daqui em diante, nenhum passo atrás nas conquistas da classe trabalhadora.”

Em Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS) e Vitória (ES) o impacto dos protestos foi maior com a paralisação dos trabalhadores do transporte público. Ao todo, 48 estradas foram bloqueadas em 18 estados. As Centrais Sindicais planejam novos protestos no mês de agosto.

Além das pautas trabalhistas, os movimentos sociais também realizaram atos contra a Rede Globo. O conglomerado empresarial se tornou o símbolo do monopólio da mídia no país e foi alvo dos protestos que pediam a democratização dos meios de comunicação.

Em São Paulo, um ato ocorreu pela noite em frente à TV Globo, com aproximadamente 1 mil pessoas. Durante a transmissão do jornal SP TV os manifestantes emitiram uma luz verde na janela da emissora que iluminou o rosto do apresentador Carlos Tramontina. O jornalista teve que anunciar ao vivo o protesto contra a empresa.

De São Paulo, da Radioagência NP, Vivian Fernandes.

12/07/13

Foto: Rafael Stédile