Skip to Content

Greve dos bancários questiona ausência de negros no setor

  • user warning: Table 'ranp3.scheduler' doesn't exist query: SELECT * FROM scheduler WHERE nid = 11954 in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/scheduler/scheduler.module on line 497.
  • warning: Parameter 2 to genericplayers_swftools_flashvars() expected to be a reference, value given in /data_cpro6462/ranp/public_html/includes/module.inc on line 476.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.

Proposta apresentada pela categoria pede reserva de pelos menos 20% das vagas para negros. Desigualdade salarial entre homens e mulheres ainda é uma característica do sistema financeiro.

Está faltando algum conteúdo do Flash que deveria aparecer aqui. Talvez seu navegador não possa exibi-lo. Instale a última versão do Flash em seu computador, ou atualize sua versão.

greve-bancarios-foto-seeb-sao-paulo(1’51” / 438 Kb) - Bancários de todo o país entraram em greve por tempo indeterminado nesta quinta-feira (19). Ampliada para além das questões salariais, a pauta traz uma novidade. Entre as reivindicações está a exigência da contratação de pelo menos 20% de negros e negras.

É a primeira vez que a ampliação da diversidade racial aparece como ponto de pauta da categoria. Segundo o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf/CUT), Carlos Cordeiro, o baixo número de negros no sistema bancário esteve presente nos debates da categoria no último período.

Cordeiro destaca que a desigualdade é ainda maior quando observada a ascensão na categoria profissional.

“Raramente você vê um gerente negro e uma mulher negra gerente. E nas questões das direções dos bancos quanto mais você vai subindo na hierarquia do banco você vai vendo a ausência de mulheres e, especialmente, a ausência de negros.”

Outro ponto de pauta do movimento de mobilização é em relação à segurança bancária. Cordeiro destaca a necessidade imediata da implantação de medidas de prevenção contra assaltos.    

“Só no primeiro semestre deste ano 30 pessoas foram assassinadas nas agências bancarias. Em 2012 foram 57 em todo o ano. Então, nós estamos exigindo dos bancos medidas eficientes na segurança para proteger a vida de bancários, clientes e usuários.”

Entre as reivindicações também estão o reajuste salarial de 11,93% e o nivelamento do piso ao salário mínimo sugerido pelo Dieese, que é de R$ 2.860,21. Além disso, o fim das metas abusivas e do assédio moral.

A greve foi decidia em assembleia pelos trabalhadores no último dia 12, após quatro rodadas de negociação, sem acordo, com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban).

De São Paulo, da Radioagência NP, Daniele Silveira.

19/09/13

 

Veja abaixo as reivindicações gerais dos bancários:

> Reajuste salarial de 11,93% (5% de aumento real além da inflação)

> PLR: três salários mais R$ 5.553,15.

> Piso: R$ 2.860,21 (salário mínimo do Dieese).

> Auxílios alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá: R$ 678 ao mês para cada (salário mínimo nacional).

> Melhores condições de trabalho, com o fim das metas abusivas e do assédio moral que adoece os bancários.

> Emprego: fim das demissões, mais contratações, aumento da inclusão bancária, combate às terceirizações, especialmente ao PL 4330 que precariza as condições de trabalho, além da aplicação da Convenção 158 da OIT, que proíbe as dispensas imotivadas.

> Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) para todos os bancários.

> Auxílio-educação: pagamento para graduação e pós-graduação.

> Prevenção contra assaltos e sequestros, com o fim da guarda das chaves de cofres e agências por bancários.

> Igualdade de oportunidades para bancários e bancárias, com a contratação de pelo menos 20% de negros e negras.

Foto: Seeb São Paulo