Skip to Content

Fazendeiro é condenado a 30 anos por morte de Dorothy Stang

  • user warning: Table 'ranp3.scheduler' doesn't exist query: SELECT * FROM scheduler WHERE nid = 11957 in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/scheduler/scheduler.module on line 497.
  • warning: Parameter 2 to genericplayers_swftools_flashvars() expected to be a reference, value given in /data_cpro6462/ranp/public_html/includes/module.inc on line 476.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.

Justiça do Pará considerou “Bida”  coautor e mandante do crime e determinou a prisão por 30 anos. Dorothy foi assassinada em 2005 porque defendia  a implantação de assentamentos para trabalhadores rurais.

Está faltando algum conteúdo do Flash que deveria aparecer aqui. Talvez seu navegador não possa exibi-lo. Instale a última versão do Flash em seu computador, ou atualize sua versão.

dorothy-stang-foto-reproducao(1’25” / 337 Kb) - No quarto julgamento de Vitalmiro Bastos de Moura, conhecido como Bida, o réu foi condenado pela morte da missionária norte-americana Dorothy Stang. A decisão da Justiça do Pará, no fim da noite de quinta-feira (20), determinou a prisão do fazendeiro por 30 anos, por considerá-lo coautor e mandante do crime.

O julgamento durou 14 horas e a sentença foi lida pelo juiz Raimundo Moisés Alves Flexa. Dorothy foi assassinada no município de Anapu (PA), em 12 de fevereiro de 2005.

Além de Bida cinco pessoas são acusadas de participação no crime. Regivaldo Galvão, o Taradão, também foi condenado como mandante, mas foi solto por um habeas corpus em agosto do ano passado. As investigações das polícias Civil e Federal apontaram que os dois pagaram R$ 50 mil pelo assassinato da missionária.

Rayfran das Neves Sales e Clodoaldo Carlos Batista foram condenados como autores e coautores do homicídio. Neste ano, Rayfran deixou o regime fechado e cumpre prisão domiciliar. Clodoaldo permanece foragido.

O intermediário entre os executores e os mandantes do crime, Amair Feijoli Cunha (Tato), cumpre pena em regime fechado.        

As investigações do Ministério Público apontaram que Dorothy foi assassinada porque defendia a implantação de assentamentos para trabalhadores rurais em terras públicas disputadas por fazendeiros e madeireiros.

De São Paulo, da Radioagência NP, Daniele Silveira.

20/09/13

Foto: Reprodução