Skip to Content

Agência que regula alimentos nos EUA pede eliminação de gordura trans em produtos

  • user warning: Table 'ranp3.scheduler' doesn't exist query: SELECT * FROM scheduler WHERE nid = 12042 in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/scheduler/scheduler.module on line 497.
  • warning: Parameter 2 to genericplayers_swftools_flashvars() expected to be a reference, value given in /data_cpro6462/ranp/public_html/includes/module.inc on line 476.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.

FDA propõe que os óleos hidrogenados, origem da gordura trans, não sejam mais reconhecidos como seguros. Consumo excessivo desse tipo de substância é apontado como fator de risco para doenças cardíacas.

Está faltando algum conteúdo do Flash que deveria aparecer aqui. Talvez seu navegador não possa exibi-lo. Instale a última versão do Flash em seu computador, ou atualize sua versão.

gordura-trans(1’22” / 325 Kb) – A agência do governo dos Estados Unidos que regula alimentos e remédios no país (FDA) propôs medidas que podem eliminar as gorduras trans adicionadas a alimentos. O consumo excessivo desse tipo de substância é apontado pelas organizações de saúde como fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardíacas.

O órgão estadunidense pede que os óleos hidrogenados, origem da gordura trans, não sejam mais reconhecidos como seguros. De acordo com a proposta, que permanece em consulta pública por 60 dias, as empresas teriam que provar cientificamente que a gordura não oferece riscos à saúde ao serem consumidas.

No Brasil, desde 2006, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) obriga os fabricantes de alimentos industrializados a indicarem a quantidade de gorduras trans no rótulo de cada produto. No entanto, a lei permite que a quantidade de gordura seja omitida se for inferior a 0,2 gramas por porção.

Sem a informação expressa nas embalagens, o consumidor não consegue controlar o valor que ingere da substância. Assim, o consumo pode ultrapassar o total diário recomendado pela Anvisa, que é de 2 gramas por pessoa.

A gordura trans é prejudicial à saúde por elevar os níveis do chamado colesterol ruim (LDL) e diminuir o colesterol bom (HDL).

De São Paulo, da Radioagência NP, Daniele Silveira.

07/11/13

Foto: Reprodução/Agência Brasil