Skip to Content

Bradesco é condenado em R$ 1 mi por obrigar funcionários a transportar valores

  • user warning: Table 'ranp3.scheduler' doesn't exist query: SELECT * FROM scheduler WHERE nid = 12131 in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/scheduler/scheduler.module on line 497.
  • warning: Parameter 2 to genericplayers_swftools_flashvars() expected to be a reference, value given in /data_cpro6462/ranp/public_html/includes/module.inc on line 476.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.

Sentença ainda proíbe o banco de contratar policiais militares para exercer a atividade. Processo foi iniciado após a morte de um policial militar e o ferimento de um empregado durante uma tentativa de assalto no Pará.

Está faltando algum conteúdo do Flash que deveria aparecer aqui. Talvez seu navegador não possa exibi-lo. Instale a última versão do Flash em seu computador, ou atualize sua versão.

Agencia-do-Bradesco-Reproducao(1’22” / 326 Kb) - A 10ª Vara do Trabalho de Belém (PA) condenou o Bradesco a pagar R$ 1 milhão por dano moral coletivo. A punição, divulgada na terça-feira (7), é referente a irregularidade de destinar funcionários administrativos para a tarefa de transportar valores, ao invés de convocar profissionais legalmente habilitados para o serviço.

A sentença é resultado de uma ação civil pública do Ministério Público do Trabalho (MPT), que ainda proíbe o banco de contratar policiais militares para exercer a atividade. O não cumprimento da determinação implica em multa de R$ 50 mil por trabalhador encontrado em situação irregular.

O processo contra o Bradesco foi iniciado em maio de 2013, após o MPT comprovar denúncia do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários do Estado do Pará e Amapá. A entidade apontava a morte de um policial militar e o ferimento de um empregado do banco, baleado de raspão, durante uma tentativa de assalto no transporte de valores entre municípios do Pará em junho de 2011.

De acordo com o MPT, outro caso registrado foi de um gerente do Bradesco, que em fevereiro de 2013, foi interceptado na barreira da Polícia Federal enquanto transportava R$ 60 mil em uma pasta de plástico.   

De São Paulo, da Radioagência NP, Daniele Silveira.

09/01/14

Foto: Reprodução