Skip to Content

Morales: Defender Correa e defender as transformações na AL

  • warning: Parameter 2 to genericplayers_swftools_flashvars() expected to be a reference, value given in /data_cpro6462/ranp/public_html/includes/module.inc on line 476.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.

Está faltando algum conteúdo do Flash que deveria aparecer aqui. Talvez seu navegador não possa exibi-lo. Instale a última versão do Flash em seu computador, ou atualize sua versão.

(1'01'' / 243Kb) - A tentativa de golpe protagonizada por policiais e militares no Equador foi rechaçada com veemência pelo presidente da Bolívia, Evo Morales. Ele considerou os ataques ao presidente equatoriano Rafael Correa como uma afronta a Aliança Bolivariana dos Povos de Nossa América (Alba) e a União de Nações Sul americanas (Unasur).

Morales afirmou que países como os Estados Unidos querem acabar com os governos antineoliberais e antiimperialistas,  porque "quanto mais divididos, é mais simples para que nos dominem."

 De acordo com o presidente boliviano, "defender o irmão presidente Correa é defender a democracia, a América Latina e as grandes transformações que se gestam no continente".

Em carta oficial, o governo da Bolívia taxou de conspiração política os últimos episódios ocorridos no Equador e declarou "apoiar de todas as maneiras o processo revolucionário que vive a nação-irmã equatoriana. "

O Congresso Nacional da Bolívia também lançou uma moção de apoio a Rafael Correa.

De La Paz, na Bolívia, para a Radioagência NP, Vinicius Mansur.

01/10/10