Skip to Content

Conflitos no Quênia registram mais 12 mortos

  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.

Clique aqui para ouvir(1'20'' / 314 Kb) - Pelo menos mais 12 pessoas foram mortas na madrugada desta quinta-feira (24) no Quênia. A polícia assassinou a tiros dois homens na cidade Limuru, quando membros da etnia Kikuyu expulsavam de suas casas membros de outras etnias. Outras oito pessoas foram mortas à machadada perto da cidade de Nakuru.

Os confrontos estão relacionados à reeleição do presidente do país Mwai Kibaki, em dezembro 2007. O Movimento Democrático Laranja (MDN), aponta irregularidades no processo eleitoral para favorecer a reeleição de Mwai Kibaki e derrotar Raila Odinga.

A pedido do ex-secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Kofi Annan, o MDN anunciou nesta quarta-feira (23) a suspensão das manifestações convocadas para hoje. Mas o movimento de oposição afirmou que outras manifestações podem ser chamadas.

Após a posse do presidente, uma onda de violência tomou conta do país. Até agora já morreram pelo menos 780 pessoas e aproximadamente 250 mil deixaram suas casas e estão refugiadas.

Em entrevista à rede de televisão alemã, Odinga disse ter uma proposta de Constituição que prevê o posto de presidente e o de primeiro-ministro. O líder da oposição afirmou estar preparado para dividir o poder com Kibaki.

De São Paulo, da Radioagência NP, Vinicius Mansur.

24/01/08