Skip to Content

Após vitória esmagadora do “sim”, Equador radicaliza a democracia

  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.

Clique aqui para ouvir(1'38'' / 386 Kb) - No referendo realizado no Equador, no último domingo (28), a proposta de formar uma Assembléia Constituinte para reescrever a Constituição ganhou o apoio de 78% dos eleitores, segundo resultados extra-oficiais, com mais de 90% dos votos apurados. O próximo passo agora será a convocação de uma nova eleição para escolher representantes para a assembléia, da qual se espera uma reforma profunda nas instituições políticas e no poder Judiciário do país.

De acordo com o presidente equatoriano Rafael Correa, o objetivo será dar mais voz aos pobres, às comunidades indígenas e às mulheres, assegurando que a elite econômica e política que sempre comandou o país tenha seu poder e sua influência reduzidos.

Os últimos dez anos foram de extrema instabilidade política no país: passaram por lá oito presidentes, sendo três destituídos do poder por multidões furiosas. Economicamente, o Equador também não anda bem, apesar de ser o maior produtor mundial de bananas, de ter vastas reservas de petróleo e um setor de turismo florescendo. A riqueza está concentrada nas mãos de poucas famílias e cerca de 40% da população vive abaixo da linha de pobreza. Uma das políticas anunciadas por Correa para combater a situação é a reestruturação do pagamento da dívida externa.

De acordo com a emissora inglesa BBC, este processo de radicalização da democracia tem desagradado a elite opositora e rondam boatos de que milhares de dólares estão sendo retirados do país rumo a contas bancárias no exterior.

De São Paulo, da Radioagência NP, Vinicius Mansur.

30/09/08