Skip to Content

Quênia

  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 0.
  • strict warning: Declaration of views_handler_filter::options_validate() should be compatible with views_handler::options_validate($form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_filter.inc on line 607.
  • strict warning: Declaration of views_handler_filter::options_submit() should be compatible with views_handler::options_submit($form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_filter.inc on line 607.
  • strict warning: Declaration of views_handler_filter_node_status::operator_form() should be compatible with views_handler_filter::operator_form(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/modules/node/views_handler_filter_node_status.inc on line 13.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 0.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 0.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.

clique aqui para ouvir(1´15´´ / 296 Kb) - A crise política instalada no Quênia pode estar chegando ao fim. O parlamento queniano aprovou nesta terça-feira (18) a reforma constitucional do país. A crise teve início no final do último ano quando parte da população se manifestou contra a reeleição do presidente Mwai Kibaki. As manifestações entre apoiadores do presidente eleito e o candidato derrotado Raila Odinga já vitimaram milhares de pessoas.

Clique aqui para ouvir(1'25'' / 336 Kb) - O ex-secretário da Organização das Nações Unidas (ONU), Kofi Annan, suspendeu a negociação que mediava entre o governo e a oposição no Quênia. O motivo foi assassinato do deputado da oposição, David Kimutai, do Movimento Democrático Laranja (ODM). De acordo com o chefe da polícia nacional, Hussein Ali, o Kimutai foi assassinado por um policial de trânsito nesta quinta-feira (31).

Clique aqui para ouvir(1'20'' / 314 Kb) - Pelo menos mais 12 pessoas foram mortas na madrugada desta quinta-feira (24) no Quênia. A polícia assassinou a tiros dois homens na cidade Limuru, quando membros da etnia Kikuyu expulsavam de suas casas membros de outras etnias. Outras oito pessoas foram mortas à machadada perto da cidade de Nakuru.

clique aqui para ouvir(1´21´´ / 318 Kb) - A onda de violência desencadeada pela reeleição do presidente queniano, Mwai Kibaki, fez mais três vítimas em novos protestos ocorridos nesta quarta-feira (16) em Kisumu, uma das principais cidades do Quênia. Um grupo de aproximadamente 300 pessoas simpatizante do opositor político de Kibaki, Raila Odinga, desconsiderou a proibição de protestos contra o governo e entrou em confronto com a polícia. A policia usou cassetetes, gás lacrimogêneo e tiros para espantar os manifestantes.

clique aqui para ouvir(1´24´´ / 331 Kb) - As negociações entre o presidente do Quênia, Mwai Kibaki e seu adversário político Raila Odinga, que poderiam pôr fim a crise política instalada no país desde o final de dezembro de 2007, não tiveram sucesso. A intermediação das negociações foi feita pelo presidente da União Africana, John Kufuor. Kufuor realizou reuniões individuais com os dois políticos, porém, ele não conseguiu fazer com que eles sentassem frente a frente. Os únicos resultados dos encontros, foram que ambos os lados concluíram que é necessário pôr fim na onda de violência no país.

clique aqui para ouvir(1´25´´ / 336 Kb) - A Organização das Nações Unidas (ONU) começou neste domingo (06), a distribuição de alimentos para a população do Quênia. O país entrou em conflito depois dos resultados das eleições presidenciais no final de 2007. Os manifestantes alegam à existência de fraudes no processo eleitoral que reelegeu o presidente Mwai Kibaki. As suspeitas partiram do adversário político do presidente reeleito, Raila Odinga. Estima-se que os protestos causaram mais de 300 mortes.

Clique aqui para ouvir(1'50'' / 432 Kb) - O número de pessoas mortas vítimas da onda de violência que atingiu o Quênia recentemente, já passa de 300. Milhares de pessoas já abandoram suas casas com medo da violência. O caos atingiu o país a partir da quinta-feira (03) passada, após a realização das eleições presidenciais. O já presidente Mwai Kibaki, conseguiu maior número de votos para sua reeleição, mas o resultado foi contestado pelo candidato da oposição Raila Odinga.

Conteúdo sindicalizado