Skip to Content

Bolívia

  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_handler_filter::options_validate() should be compatible with views_handler::options_validate($form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_filter.inc on line 607.
  • strict warning: Declaration of views_handler_filter::options_submit() should be compatible with views_handler::options_submit($form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_filter.inc on line 607.
  • strict warning: Declaration of views_handler_filter_node_status::operator_form() should be compatible with views_handler_filter::operator_form(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/modules/node/views_handler_filter_node_status.inc on line 13.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.

Clique aqui para ouvir(1'29'' / 352 Kb) - A votação do referendo que pode aprovar ou não a nova constituição da Bolívia foi adiada. A eleição deveria acontecer no dia sete de setembro. A decisão pelo adiamento foi adotada nesta semana pela Corte Nacional Eleitoral. Também foram temporariamente suspensas as eleições para os governadores de La Paz e Cochambamba, de subprefeitos das 112 províncias do país e de conselheiros departamentais, que estavam marcadas para o dia sete.

Clique aqui para ouvir(1'13'' / 287 Kb) - A Corte Nacional Eleitoral boliviana anulou, nesta segunda-feira (01), a realização dos referendos constitucional e dirimidor, além das eleições para os governadores revogados, sub-governadores e conselheiros departamentais marcados para o dia sete de dezembro e convocados no dia 28 de agosto pelo presidente Evo Morales.

Clique aqui para ouvir(1'24'' / 360 Kb) - O presidente da Bolívia, Evo Morales, aprovou, na noite desta quinta-feira (28), um Decreto Supremo fixando para sete de dezembro a realizacão do referendo para a aprovacao da nova Constituicao do país. além de uma consulta dirimitória sobre um dos artigos do novo texto, que trata do tamanho máximo da propriedade de terras.

Clique aqui para ouvir(2'11'' / 519 Kb) - O presidente Evo Morales foi ratificado por 67,41% dos bolivianos no referendo revogatório realizado no último dia 10, superando em quase 14% sua votação de 2005, quando se elegeu. Os dados se referem a mais 99% da apuração total, já que eleitores de duas mesas, onde foram encontradas irregularidades, votarão novamente no dia 24.

Clique aqui para ouvir(1'33'' / 332 Kb) - Os presidentes da Corte Nacional Eleitoral (CNE) e de sete cortes departamentais da Bolívia provaram, na última quinta-feira (31), novas porcentagens que serão necessárias para revogar os mandatos dos governadores departamentais, em consulta marcada para o dia dez de agosto.

Clique aqui para ouvir(1'27'' / 343 Kb) - Uma multidão formada por moradores da cidade de El Alto, na Bolivia e calculada em dezenas de milhares de pessoas desceram, nesta segunda-feira (09), à vizinha La Paz, e realizaram manisfestações em frente à Embaixada dos Estados Unidos. Os participantes protestaram contra a concessão de asilo político, por parte do governo estadunidense, a Carlos Sánchez Berzaín, Ministro da Defesa na época da Guerra do Gás.

Clique aqui para ouvir(1'29'' / 350 Kb) - O governador do departamento boliviano de Santa Cruz, Rubén Costas, promulgou, na quinta-feira (15), a lei que põe em vigência o estatuto autonômico aprovado em referendo no dia 4 de maio. A norma, chamada de “Lei departamental de posta em vigência do estatuto do Departamento Autônomo de Santa Cruz e de transformação de instituições de acordo às disposições do mesmo”, foi sancionada pela Assembléia Legislativa Departamental, instalada no mesmo dia.

Clique aqui para ouvir(1´42´´ / 402 Kb) - A província de Santa Cruz de la Sierra deve continuar fazendo parte da Bolívia. O resultado do referendo que iria decidir a possível autonomia da região foi confuso. Neste domingo (05), aproximadamente 40% da população de Santa Cruz não participou do referendo. Os votos de “não”, mais os votos nulos, somaram quase 50%. Já a mídia local divulgou que dentre aqueles que votaram no referendo, os votos de “sim”, somaram quase 80%.

(1'26'' / 337 Kb) - Devido à proximidade do referendo sobre a autonomia do departamento de Santa Cruz, na Bolívia, a Organização dos Estados Americanos (OEA) pediu que o presidente Evo Morales e os governadores de oposição resolvam através do diálogo a crise política que vive o país. Temendo a possibilidade de graves confrontos entre bolivianos favoráveis e contrários ao referendo, a entidade realizou uma reunião extraordinária no último sábado (26).

clique aqui para ouvir(1´35´´ / 373 Kb) - Bolívia, Cuba, Nicarágua e Venezuela, assinaram no último sábado (26) o documento que instituiu a criação do Banco da Alternativa Bolivariana para a América (Alba). A Alba é um instrumento de integração firmado entre os povos da América Latina e não visa apenas relações comerciais, mas também, ações que reduzam os contrastes sociais entre esses países. A assinatura do termo da nova instituição foi feita durante a inauguração da sede, que fica na cidade venezuelana de Caracas.

Conteúdo sindicalizado