Skip to Content

Centro-Oeste

  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_handler_argument::init() should be compatible with views_handler::init(&$view, $options) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_argument.inc on line 744.
  • strict warning: Declaration of views_handler_filter::options_validate() should be compatible with views_handler::options_validate($form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_filter.inc on line 607.
  • strict warning: Declaration of views_handler_filter::options_submit() should be compatible with views_handler::options_submit($form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/handlers/views_handler_filter.inc on line 607.
  • strict warning: Declaration of views_handler_filter_node_status::operator_form() should be compatible with views_handler_filter::operator_form(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/modules/node/views_handler_filter_node_status.inc on line 13.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_validate() should be compatible with views_plugin::options_validate(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Declaration of views_plugin_row::options_submit() should be compatible with views_plugin::options_submit(&$form, &$form_state) in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/plugins/views_plugin_row.inc on line 134.
  • strict warning: Non-static method view::load() should not be called statically in /data_cpro6462/ranp/public_html/sites/all/modules/views/views.module on line 906.

Clique aqui para ouvir (1'09'' / 270 Kb) - A Floresta Amazônica perdeu mais 123 quilômetros quadrados durante o mês de maio. O dado foi divulgado nesta quarta-feira (24) pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Só o estado de Mato Grosso foi responsável por 50% do desmatamento, seguido por Roraima e Maranhão.

Clique aqui para ouvir(1'07'' / 263 Kb) - Uma vigília acontece nesta quarta-feira (06), às 19 horas, na Praça dos Três Poderes, em Brasília (DF). O objetivo do ato é protestar pelo afastamento do ministro Gilmar Mendes da presidência do Supremo Tribunal Federal (STF). Em manifesto, os organizadores afirmam que “os privilégios de classe e o preconceito contra os movimentos sociais persistem na mais alta corte do Brasil”.

Clique aqui para ouvir (1'21'' / 322 Kb) - A Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF), será palco do 6º Acampamento Terra Livre. Durante esta semana, aproximadamente mil indígenas estarão reunidos para debater alguns de seus direitos. O acampamento também é a última instância para aprovar uma proposta de um novo Estatuto dos Povos Indígenas.

Clique aqui para ouvir(1'22'' / 322 Kb) - O juiz Celso Antonio Santos restringiu a defesa dos índios na 3ª Vara Criminal, em Dourados (MS). Agora, nos processos em que respondem por crimes, os indígenas estão proibidos de receberem assistência jurídica da Fundação Nacional do Índio (Funai) e da Advocacia-Geral da União (AGU). O Conselho Indigenista Missionário (Cimi) e a liderança guarani-kaiowá Anastácio Peralta condenaram a atitude do juiz.

Clique aqui para ouvir (1'14'' / 292 Kb) - A liderança indígena da comunidade Pereci, no estado do Mato Grosso do Sul (MS), Valmireide Zoromará, já estava sendo ameaçada de morte devido ao seu envolvimento na luta pela terra. Valmireide foi morta a tiros no inicio deste mês por Israel Lima, gerente de uma fazenda. A propriedade pertence ao fazendeiro Sebastião de Assis - latifundiário que já havia entrando em confronto com o povo Pareci.

Clique aqui para ouvir(1'47'' / 420 Kb)- O juiz federal substituto de Dourados, no estado de Mato Grosso do Sul (MS), Fábio Rubem David Muzel, ordenou o despejo da comunidade indígena Ñanderu Laranjeira, localizada no município de Rio Brilhante (MS). A ordem de reintegração de posse foi expedida no dia dez de dezembro e os indígenas têm 30 dias para abandonar a Fazenda Santo Antônio da Nova Esperança. Atualmente, cerca de 120 pessoas de origem kaiowa-Guarani vivem no local.

Clique aqui para ouvir(1'24''/ 330 Kb) - No município de Nortelândia, localizado no estado do Mato Grosso (MT), um grupo de 40 pessoas foi libertado do trabalho semelhante à escravidão. Os trabalhadores, incluindo dois adolescentes, eram superexplorados em uma pedreira pertencente ao prefeito do município, Vilson Ascari (PMDB), e ao vereador de Nortelândia, Ataíde Bastos Guimarães (PMDB). O grupo foi libertado pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

clique aqui para ouvir (1´50´´ / 432 Kb) - Comunidades indígenas do estado do Mato Grosso (MT) vieram à Brasília (DF) para protestarem contra as 83 obras das Pequenas Centrais Hidrelétricas. As hidrelétricas serão construídas nos Rios Juruena e afluentes do Rio Xingu. Aproximadamente 84 índios reuniram-se nesta quarta-feira (05) com integrantes da Fundação Nacional do Índio (Funai), governo do estado de Mato Grosso e outros órgãos responsáveis pela construção.

Clique aqui para ouvir(1´35´´ / 375 Kb) - Cerca de 250 índios Guaranis de 25 comunidades estão reunidos em uma grande assembléia na terra Ñanderu Marangatu, em Antônio João, no Mato Grosso do Sul. O encontro que segue até este sábado, tem como objetivo discutir o trabalho de identificação das terras indígenas no estado e de como fortalecer a luta pela terra. O processo de demarcação está sendo realizado pelos técnicos da Fundação Nacional do Índio (Funai) e deve seguir até 2010.

Clique aqui para ouvir(1´26´´ / 340 Kb) - A Coordenação de Patrimônio Indígena e Meio Ambiente pediu a paralisação das obras de construção do complexo de usinas do rio Juruena, localizadas no noroeste do estado do Mato Grosso. O parecer do órgão que é ligado à Fundação Nacional do Índio (Funai), afirma que o licenciamento ambiental dado à obra é "contraditório e incompleto". O canteiro das obras do complexo foi alvo de um incêndio causado por 120 índios da etnia Enawenê Nawê.

Conteúdo sindicalizado